sexta-feira, 21 de março de 2008

Dia da poesia

O sorriso

Creio que foi o sorriso,
sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso.
EUGÉNIO DE ANDRADE


Hoje é o dia da Poesia. Poderia ter transcrito enúmeros poemas. Mas, por alguma e várias razões, foi este o que surgiu primeiro no pensamento e, por isso, o escolhido! Obrigada a um querido ser que mo "ofereceu" há uns anos. Um sorriso especial para ti, Zézito;)


3 comentários:

José Eduardo disse...

Lindo. :) Eu também tive dificuldade em escolher. (Podes ver no meu outro blogue.) ;)*

José Eduardo disse...

Gosto de poemas simples mas que ao mesmo tempo não aparentam ter sentido. Tem, de facto, um fim que nos deixa a pensar.
Também vais ver o Jorge! Óptimo! É caso para dizer, "anda menina"... ;)

Beijo.

E permite-me...

Energia Positiva! :)

Bela Isa disse...

Esse sorriso, em que apetece entrar nele e aconchegarmo-nos... esse sorriso é o teu. Gosto-te minha linda*